Notícias

30|agosto|2012
Medida Provisória estabelece regras para extinção de concessões de energia elétrica

2149

Publicação sai em meio a impasse em torno do destino da Celpa, que atende o Pará

Por Luciano Costa

 

Estaria Dilma preocupada com o fim da Celpa?

Em meio às indefinições sobre o destino da distribuidora de energia elétrica Celpa, que atende o Pará e está em recuperação judicial, a presidente Dilma Rousseff publicou nesta quinta-feira (30/8) a Medida Provisória 577/2012, que traz regras para a extinção de concessões de serviço público de energia elétrica e para a prestação temporária do serviço pelo Poder Concedente.

Segundo o texto, o governo poderá assumir as responsabilidades por meio de órgão ou entidade pública até a realização de licitação para escolher uma empresa para assumir a concessão. Não recairão sobre o Estado eventuais tributos, encargos, ônus ou compromissos com empregados assumidos pela administração anterior. E poderá haver aporte de recursos para a continuidade dos serviços.

Ao mesmo tempo, ao assumir a empresa, o governo poderá aplicar eventuais reajustes tarifários bloqueados, bem como receber recursos provenientes de encargos setoriais, como a CCC e a RGR. A MP ainda coloca que as obrigações contraídas pelo órgão público durante o período em que este assumir a concessão “serão assumidas pelo novo concessionário”, o que constará do edital da licitação que será realizada. O Poder Concedente poderá, inclusive, estabelecer “uma remuneração adequada” nesse montante a ser ressarcido.

A MP também estabelece que os administradores da concessionária de energia que entrar em intervenção pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) ou que tiverem a concessão extinta “ficarão com todos os seus bens indisponíveis, não podendo, por qualquer forma, direta ou indireta, aliená-los ou onerá-los até a apuração e a liquidação final de suas responsabilidades”. Essa restrição atingirá os que estiverem em cargos administrativos nos 12 meses anteriores à intervenção ou extinção.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) ainda poderá “estabelecer regime excepcional de sanções regulatórias durante o período de prestação temporária do serviço público de energia elétrica”. Por fim, a Medida Provisória estabelece que não se aplicam às concessionárias energia os regimes de recuperação judicial e extrajudicial.

Fonte: http://www.jornaldaenergia.com.br/ler_noticia.php?id_noticia=11003&id_secao=12

Contato

ADMINISTRATIVO

Rua Angelo La Porta, 850, Centro

Florianópolis - SC - Brasil

CEP 88020-600

Tel/Fax: +55 (48) 3028 0809 / 3027-1651


COMERCIAL / ENGENHARIA / LOGÍSTICA

Rua Bahia, 8446, Passo Manso

Blumenau - SC - Brasil

CEP 89.032-525

Tel: +55 (47) 3232 8991

Fale Conosco

Nossos Clientes

  • coelbalogofinal
  • chesf-logo
  • celpe
  • copel-logo
  • cocel
  • celesc